31/05/2012 14h17

Escola tem que pagar por atividades extras


O cuidado do professor não deve ser apenas com as festas juninas. Algumas escolas estão viciadas no péssimo hábito de convocar os professores para trabalhar em horários extraordinários. E o que é pior: não querem pagar nada por isso.

Não adianta o patrão espernear porque a legislação está do nosso lado. Atividades aparentemente ingênuas como feiras de ciências, dia das mães, dia dos pais, festa da primavera, dia de qualquer padroeiro etc., têm sido penosas para os professores, porque sacrificam seus horários de descanso.

todas as notícias
|27.08.15 - Inep seleciona professores para elaborar e revisar questionários contextuais
|26.08.15 - Fundação São Paulo ameaça reduzir salários dos professores da PUC
|20.08.15 - Confira o que pode mudar na correção do FGTS
|19.08.15 - Confira a programação de cursos em setembro
|19.08.15 - Direitos coletivos em versão impressa

Ranking de salários
4º Congresso de Pesquisa do Ensino
Logo Twitter Logo SoundCloud Logo YouTube Logo Facebook
Cadastre-se e fique por dentro de tudo o que acontece no SINPRO-SP.
 
Sindicato dos Professores de São Paulo
Rua Borges Lagoa, 208, Vila Clementino, São Paulo, SP – CEP 04038-000
Tel.: (11) 5080-5988 - Fax: (11) 5080-5985
Websindical - Sistema de recolhimentos