16/02/2017 13h58

Diretora do SinproSP participa de audiência sobre ‘Escola Sem Partido’


Na última quinta-feira (15) a diretora do SinproSP e secratária-geral da Contee, Madalena Guasco Peixoto, participou de audiência pública na Câmara dos Deputados para discutir sobre os projetos de lei que querem implantar o ‘Escola Sem Partido’. Na ocasião também estavam presentes o deputado federal Flavinho (PSB-SP), relator o PL7406/2014, e a defensora da lei da mordaça, Ana Caroline Campagnolo.

Madalena, que é professora titular na Faculdade de Educação de São Paulo e doutora em Filosofia e Educação, iniciou sua fala explicando que os projetos de lei do ‘Escola sem Partido’ desejam alterar a Lei de Diretrizes e Bases, cujas mudanças normalmente estão relacionadas ao sistema de ensino, parâmetros de avaliação e conteúdos curriculares. Logo, a modificação que se propõe não tem base como um problema real na educação brasileira.

A professora defendeu que não existe escola neutra, por ser um lugar que abriga inúmeras concepções religiosas, familiares e políticas. De natureza plural, o local de ensino na verdade é composto por concepções teórico pedagógicas, que englobam entendimentos teóricos, filosóficos, sociais e políticos, que nunca poderiam existir na neutralidade. Para ela a escola precisa ser feita de debate e, para isso, é necessário haver opiniões contrárias.

No debate, Madalena também discordou da ideia de que o aluno é uma tabula rasa e que o professor é um manipulador. Ela ressalta que o docente é um profissional regido pela ética e pela Constituição Federal. Esta determina que a escola seja laica, inclusiva, não racista ou intolerante.

Projeto fere a Constituição

Madalena também abordou o fato do Ministério Público ter manifestado a inconstitucionalidade de projetos de lei que tratam da Escola Sem Partido. A Contee, entidade representativa a qual o SinproSP integra é um dos sindicatos fundadores, ingressou no Supremo Tribunal Federal com uma ação direta de inconstitucionalidade (ADI) contra a chamada “Lei da Mordaça” (Lei 7.800/2016), aprovada pela Assembleia Legislativa de Alagoas.

Após as falas dos convidados, a audiência foi aberta aos parlamentares presentes. Um dos inscritos foi o deputado Leo de Brito (PT-AC) que em sua fala considerou o Escola Sem Partido o ‘AI5 educacional’.

Notícias do Sinpro-SP sobre o Escola Sem Partido:

Projetos de lei do Escola Sem Partido têm audiências públicas dias 14 e 15/02

Procurador-geral considera inconstitucional lei alagoana do Escola Sem Partido

Instalada Comissão especial para discutir ′Escola Sem Partido′

Grupo do ′Escola Sem Partido′ impede audiência pública

Participe da audiência pública contra o ′Escola Sem Partido′

Em SP, deputados barram ′Escola Sem Partido′

Dia 25/08, tem audiência pública sobre o Escola Sem Partido

Deputado Izalci é favorável à criminalização do professor por assédio ideológico

Conheça o projeto de lei ′Escola Com Liberdade′

Escola Sem Partido é inconstitucional, dizem AGU e MPF

Em menos de 24h, MEC nomeia e exonera apoiador do ‘Escola Sem Partido’

Lançada Frente Nacional contra o ′Escola Sem Partido′’

O empurra-empurra do ′Escola Sem Partido

Manifesto: ‘Em defesa da liberdade de expressão na sala de aula’

Cresce movimento contra o ‘Escola Sem Partido’

Leandro Karnal vira sensação na internet

Contee move ação no Supremo contra a lei que censura a atividade docente

Grupo visita MEC para defender o Escola Sem Partido

Documentário sobre a Lei da Mordaça em Alagoas (2016)

Escolas Sem Partido: quadro dos projetos de lei em tramitação

Projetos de lei que censuram e punem professores inundam o país

Onda conservadora

Post contra assédio ideológico tem mais de 4.600 compartilhamentos

Audiência pública sobre projeto que prevê cadeia para os professores

Uma bela aula sobre gênero e currículo escolar

Deputado quer pena de prisão para professores

O cartaz e a mordaça

Nota pública: Contee manifesta repúdio ao PL 867/15, o PL da Mordaça

todas as notícias
|21.08.19 - Conheça a série Ciência Para Todos
|20.08.19 - Juízes para a Democracia voltam a alertar sobre a MP da Liberdade Econômica
|16.08.19 - A liberdade econômica acima dos direitos das pessoas
|16.08.19 - Colegio Santa Maria promove debates sobre Democracia e políticas públicas
|14.08.19 - Juízes Para A Democracia fazem alerta sobre a MP da Liberdade Econômica

Atualize seus dados no SinproSP
Logo Twitter Logo SoundCloud Logo YouTube Logo Facebook
Plano de saúde para professores
Cadastre-se e fique por dentro de tudo o que acontece no SINPRO-SP.
 
Sindicato dos Professores de São Paulo
Rua Borges Lagoa, 208, Vila Clementino, São Paulo, SP – CEP 04038-000
Tel.: (11) 5080-5988 - Fax: (11) 5080-5985
Websindical - Sistema de recolhimentos
Baixe o APP na Google Play Baixe o APP na Apple Store