30/11/2018 15h14

Documento desautoriza gravações em sala e cobra providências das escolas


O departamento jurídico da Federação dos Professores de São Paulo produziu um modelo de carta para proteger os professores contra as ameaças do Escola Sem Partido. O documento deixa claro que ninguém, poderá fazer uso de imagens ou áudios gravados em sala de aula. Além disso, solicita que a direção tome providências e estabeleça normas internas que proíbam qualquer tipo de filmagem.

É importante dizer que a carta foi pensada para ser assinada coletivamente pelos professores, visto que a unidade do corpo docente é uma forma de impedir possíveis retaliações individuais.

Clique na imagem ao lado e acesse o modelo de carta.

todas as notícias
|25.03.19 - CARTA ABERTA DO SINPROSP CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA
|25.03.19 - Ato na Paulista fortalece luta contra a reforma da Previdência
|23.03.19 - Contraproposta do Sieeesp enviada em 22 de março
|23.03.19 - Assembleia rejeita contraproposta patronal
|18.03.19 - Salários atrasados na Unisantanna: um filme que os professores conhecem bem

Ranking de salários
Logo Twitter Logo SoundCloud Logo YouTube Logo Facebook
Plano de saúde para professores
Cadastre-se e fique por dentro de tudo o que acontece no SINPRO-SP.
 
Sindicato dos Professores de São Paulo
Rua Borges Lagoa, 208, Vila Clementino, São Paulo, SP – CEP 04038-000
Tel.: (11) 5080-5988 - Fax: (11) 5080-5985
Websindical - Sistema de recolhimentos
Baixe o APP na Google Play Baixe o APP na Apple Store