Geral

Laureate deve explicar demissões e negociar com o SinproSP

Atualizada em 15/07/2019 19:19

Na primeira audiência do processo que o SinproSP moveu contra a Rede Laureate, os advogados do grupo norte-americano que controla instituições como Anhembi-Morumbi, FMU e FAAM-FIAM, reconheceram as demissões e aceitaram discuti-las com o Sindicato. A sessão realizou-se no Tribunal Regional do Trabalho, presidida pelo desembargador Fernando Pinheiro.

A audiência foi suspensa e deve ser retomada no dia 23/07, terça-feira, às 11h30, quando os advogados patronais deverão apresentar suas contestações. Neste dia, o desembargador Fernando Pinheiro deve também analisar o pedido do SinproSP para reintegrar , em caráter liminar, todos os professores demitidos, até o julgamento definitivo da ação.

A abertura de um canal de comunicação deve servir para que se encontrem alternativas à demissão de cerca de 300 professores, que vão de eventual reintegração a medidas compensatórias para reduzir o impacto social das demissões. De imediato, há casos de urgência, de professores que não poderiam ter sido dispensados, por gozarem de estabilidade provisória.


LEIA AQUI A ATA DA AUDIÊNCIA DE CONCILIAÇÃO