Não responda este e-mail. Caso não visualize corretamente o boletim, clique aqui
Ano XIII - nº 924 - 26.11.2021

Inflação volta a subir e confirma: Assembleia acertou ao aprovar Convenção com reajuste de salários por mais dois anos

O IBGE divulgou, dia 25, o IPCA-15, uma espécie de prévia da inflação de novembro. O índice - 1,17% - confirma o que percebemos diariamente: o aumento cada vez mais acelerado do custo de vida. Uma evidência que confirma o acerto incontestável da Assembleia realizada dia 20, que aprovou proposta para nova Convenção Coletiva.

Os professores da educação básica garantiram um seguro contra a corrosão salarial, já que a proposta aprovada repõe integralmente a inflação dos períodos de março/2021 a fevereiro/2022 e de março/2022 a fevereiro/2023. A projeção até fevereiro de 2022, base do próximo reajuste salarial, foi elevada e deve chegar a 12%.

A Convenção também assegura, até fevereiro/2024, conquistas que contribuem para manter ou ampliar o nosso poder de compra, como cesta básica/vale-alimentação, remuneração de provas substitutivas, complementação do auxílio previdenciário na licença médica.

O ano de 2021 tem sido muito difícil e não deve melhorar em 2022 e 2023. Mas a Convenção das professoras e professores da educação básica se antecipa à crise e assegura mecanismos sólidos de proteção à categoria.

Leia na íntegra


Veja ainda sobre o assunto:
» Quadro resumo explica a nova Convenção Coletiva de Trabalho
» Participação nos Lucros: veja quem deve receber até o dia 30/11
» Fepesp e Sieesp divulgam comunicado sobre a Convenção Coletiva

Carregue as imagens para visualizar o conteúdo
Baixe o APP na Google Play Baixe o APP na Apple Store
O SinproSP respeita a sua privacidade e é contra o spam na rede. Esperamos que você tenha apreciado esta mensagem.
Caso não deseje mais receber nosso boletim via e-mail, clique aqui para acessar a opção de exclusão.