18/12/2018 19h40

Confira o que foi discutido na segunda rodada de negociação com o Sesi/Senai


A proteção dos professores contra a reforma trabalhista abriu a segunda rodada de negociações com o Sesi/Senai. da Campanha Salarial 2018, dia 18 de dezembro. Na reunião também foi discutida o pagamento da chamada Discussão Pedagógica por Área de Conhecimento (DPAC), que está sendo introduzida no Sesi.

A pauta de reivindicações entregue ao Sesi/Senai prevê cláusulas que proíbem a contratação professores como terceirizados,"P.J.", trabalhadores autônomos ou intermitente. Essas formas de contratação precária foram liberadas pela reforma trabalhista, em vigor desde novembro/2017. A pauta também dá garantias aos professores em caso de demissão coletiva ou por mútuo acordo, também introduzidas na reforma.

A representação patronal não aceitou a inclusão dessas cláusulas, embora tenha informado que não há intenção em precarizar as relações de trabalho docente.

O diretor de Recursos Humanos do Sesi/Senai, José Roberto Melo, manteve a proposta de renovar todas as cláusulas já existentes no Acordo Coletivo, com reajuste salarial apenas pela inflação (INPC), sem aumento real.

Áreas de conhecimento

Os sindicatos de professores e a Fepesp fizeram diversas perguntas sobre a chamada "Discussão Pedagógica em Áreas de Conhecimento"(DPAC) , que o Sesi e o Senai querem implementar, pagando aos professores o correspondente a duas aulas ou horas mensais, sem o adicional de hora extra. Essas perguntas - e a respostas dadas pelo diretor de Recursos humanos do Sesi/Senai estão no quadro abaixo.

A DPAC em perguntas e respostas

Nós fizemos as perguntas e José Melo, do RH do Sesi, respondeu e assinou embaixo:

. 1. O professor que tem 30 aulas, todas no período da manhã, no dia que ele retornar para fazer a DPAC (Discussão Pedagógica por área do conhecimento) no período da tarde por exemplo, haverá pagamento de vaie refeição?

José Roberto Melo:Não, considerando que a participação do professor é facultativa.

2. Haverá registro de ponto dessa DPAC {Discussão Pedagógica por área do conhecimento)? Como será?

José Roberto Melo:O professor registrará o ponto nos horários de realização dessa atividade; essas ocorrências serão tratadas como horas de treinamento e serão pagas conforme Acordo Coletivo de Trabalho – Cláusula 7, Parágrafo Quinto, Itens e), d), e), f) e g).

3. O horário da DPAC (Discussão Pedagôgica por área do conhecimento) poderá sofrer alterações durante o ano letivo?

José Roberto Melo:Sim, os horários serão em momentos distintos e combinados previamente entre a Equipe Gestora e o Professor.

4. Se o professor encerra as atividades às 15h10, por exemplo, e a DPAC (Discussão Pedagógíca por área do conhecimento) for a partir das 17h10, isso configura janela, será paga?

José Roberto Melo:Entendemos que não se configura ‘Janela”, pois o horário é combinado previamente entre a Equipe Gestora e o Professor, que tem participação facultativa.

5. Como será feito o pagamento dessas duas aulas? Uma vez que são mensais (refiro-me a hora/aula com DSR e hora-atividade, ou seja, hora-aula cheia)?

José Roberto Melo:A participação de professores na DPAC (Discussão Pedagógica por área do conhecimento) poderá ser ou não mensal. Quanto ao pagamento, o professor irá receber o valor da hora-aula acrescido de DSR (descanso semanal remunerado) + Hora-atividade.

6. Caso o professor não tenha condições de atender as exigências da Instituição por motivo de acúmulo em outro sistema de ensino, por exemplo, carga horária cheia no Sesi (manhã) e carga cheia em outro sistema a tarde. (Ex. Estado/Município/Escola Privada) poderá declinar destas aulas? Sem nenhuma pressão?

José Roberto Melo:Serão momentos combinados entre a equipe gestora e o Professor.

7. Podemos pensar em escrever uma cláusula, para contemplar as duas partes?

José Roberto Melo:Desnecessário, pois já está previsto no Acordo Coletivo, Cláusula 7, Parágrafo 5, Itens e), d), e), f) e g).

Fonte: Fepesp , acessado em 18/12/2018.


todas as notícias
|17.07.19 - 3ª Oficina de preparo vocal será realizada em 27 de julho no SinproSP
|16.07.19 - Sua contribuição previdenciária vai aumentar
|15.07.19 - Laureate deve explicar demissões e negociar com o SinproSP
|13.07.19 - Quantos anos você vai trabalhar a mais?
|12.07.19 - Nova forma de cálculo reduz valor das aposentadorias, mesmo para as mulheres

Atualize seus dados no SinproSP
Logo Twitter Logo SoundCloud Logo YouTube Logo Facebook
Plano de saúde para professores
Cadastre-se e fique por dentro de tudo o que acontece no SINPRO-SP.
 
Sindicato dos Professores de São Paulo
Rua Borges Lagoa, 208, Vila Clementino, São Paulo, SP – CEP 04038-000
Tel.: (11) 5080-5988 - Fax: (11) 5080-5985
Websindical - Sistema de recolhimentos
Baixe o APP na Google Play Baixe o APP na Apple Store