Geral

Apeoesp desmente governo

Atualizada em 02/08/2018 21:19

Diante da enorme resistência à reforma do ensino médio, o MEC admitiu "rever" alguns pontos da proposta da Base Nacional Comum Curricular, para viabilizar a sua aprovação no Conselho Nacional de Educação. E para tentar dar um verniz de legitimidade a esse processo, o governo montou um verdadeiro teatro, que deveria acontecer no dia 02 de agosto nas escolas públicas.

O MEC criou uma grande parafernália para simular uma "consulta" à comunidade escolar. Havia vídeos de propaganda, material de orientação para que os diretores das escolas falassem com os professores e um "questionário " com questões de múltipla escolha e alternativas que não davam margem para críticas à proposta.

O que deveria ser, para o MEC, o Dia D da Educação, acabou virando o Dia D da Denúncia. O governo pode fazer de tudo, mas nunca conseguirá esconder a forma autoritária com que está tentando impor as mudanças no ensino médio.

Em resposta a um documento do MEC intitulado "A verdade sobre a BNCC", a Apeoesp divulgou uma carta na qual desmonta, ponto a ponto, cada argumento do governo.

O SinproSP recomenda a leitura, por tratar-se de questões que atingem os professores tanto da rede pública como privada e pela tratamento didático dado ao assunto.


LEIA AQUI A RESPOSTA DA APEOESP - ’ GOVERNO FALSEIA A REALIDADE