Campanha salarial

Assembleia decide: SinproSP deve insistir nas negociações

Atualizada em 15/04/2019 13:22

Texto atualizado em 17/04/2019, às 21h23

Professoras e professores reunidos no SinproSP, na manhã de sábado, dia 13, fizeram uma avaliação da Campanha Salarial, deram informes sobre a mobilização nas escolas e definiram os próximos passos do movimento.

Após a rejeição da contraproposta patronal na assembleia do dia 23/03, o SinproSP comunicou ao Sieeesp a decisão soberana da categoria, com o objetivo de retomar as negociações. O Sindicato também intensificou as visitas aos professores nos locais de trabalho para conversar, distribuir material e ampliar a mobilização. Em muitas escolas, há iniciativas de organização com troca de ideias na sala dos professores, rodas de conversa e outras manifestações. São ações importantes, que devem ser mantidas para pressionar os patrões a negociarem com seriedade.

Dissídio

O SinproSP está autorizado a ingressar na Justiça do Trabalho com ação de dissídio coletivo, porém a Assembleia decidiu - por ampla maioria de votos - que esse recurso somente será adotado depois de esgotadas todas as tentativas de negociação.

Contato permanente

Há perspectiva de novas rodadas em abril e a categoria pode ser chamada a qualquer momento para tomada de decisão em assembleia, caso haja alguma nova contraproposta.

Por isso, vamos manter contato em todos os canais de comunicação do SinproSP: pelo whatsapp (95278-1230), no facebook, twitter, instagram e no site. E se quiser chamar o Sindicato na escola ou outro local, é só escrever para campanha2019@sinprosp.org.br. O SinproSP vai aonde os professores quiserem.