Geral

Abaixo-assinado contra a reforma da Previdência

Atualizada em 15/04/2019 13:45

O SinproSP começa a recolher esta semana assinaturas para o abaixo-assinado nacional contra a reforma da Previdência, que deve ser entregue ao Congresso Nacional depois do dia 1º de Maio.

Criado por iniciativa de dez centrais sindicais e das frentes Barsil Popular e Povo Sem Medo, o documento pede aos parlamentares que votem contra a PEC 06/2019, porque a proposta "dificulta o acesso às aposentadorias, aumenta o tempo de contribuição de trabalho, reduz o valor dos benefícios e ameaça o sistema de seguridade social".

O abaixo-assinado não é virtual: tem que ser assinado no papel. Por isso, o SinproSP está recolhendo as assinaturas nas visitas aos professores, nas escolas. Para agilizar, você também pode imprimir uma cópia e coletar as assinaturas entre os colegas da escola, seus familiares e amigos. Depois, é so entregar no SinproSP ou avisar para que possamos retirar o documento em algum lugar. Basta mandar uma mensagem in box no facebook ou enviar um email para imprensa@sinprosp.org.br. O importante é ter muita assinatura!


ABAIXO-ASSINADO NACIONAL EM DEFESA DA PREVIDÊNCIA SOCIAL

acesse aqui

Primeiro de Maio Unificado

O próximo Dia Internacional de Luta dos Trabalhadores e das Trabalhadoras promete um feito histórico. Pela primeira vez, as manifestações serão unificadas e organizadas por dez centrais sindicais - CUT, Força Sindical, CTB, UGT, Intersindical (Classe Trabalhadora) e Intersindical (Instrumento de Luta e Organização), CSB, CGTB, Nova Central e CSP-Conlutas – e pelas frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo.

O eixo das manifestações, que ocorrerão em todo o país, será um só: a luta em defesa das aposentadorias e contra a reforma da Previdência Social. Em São Paulo, o ato será na Praça da República, a partir das 10h. Na parte da manhã, com atividades artísticas e, no período da tarde, com atos políticos.

É muito importante a participação de todos os professores. O ponto de encontro da categoria na Praça da República será o balão do SinproSP, como ocorreu no ato da Paulista contra a reforma da Previdência, dia 22 de março.