Geral

15 de maio, greve nacional da Educação

Atualizada em 03/05/2019 15:59

Está marcada para o próximo dia 15 de maio, quarta-feira, a greve nacional da Educação, contra a reforma da previdência e o desmanche da proteção social estabelecida pela Constituição de 1988. Será um dia de paralisação que envolve trabalhadoras e trabalhadores de Educação, pública e privada, de todo o país. Em São Paulo, está marcado um ato no vão livre do Masp, a partir das 14h.

Em cada escola, os professores devem se reunir para avaliar a possibilidade de suspender as aulas durante todo o dia 15, encerrá-las mais cedo ou marcar a data como um dia de luta, com o uso de roupas com cores que representam o protesto (como o preto e o laranja, presentes nas nossas lutas recentes) ou com conversas na hora do intervalo. O Sinpro tem material disponível – praguinha, carta aberta – para distribuição. É só pedir pelo facebook (in box) na página do SinproSP.

Onde a mobilização garantir, as atividades devem ser paralisadas. E o importante é ter a Paulista lotada no dia 15, a partir das 15h. Mais uma vez, o ponto de encontro das professoras e dos professores será o balão do SinproSP.