Direitos

Professores da Metodista suspendem greve vitoriosa!

Atualizada em 24/05/2019 15:52

Notícia originalmente publicada no site da Federação dos Professores de São Paulo, a Fepesp

Os professores e professoras da Universidade Metodista (UMESP) ficaram 19 dias em greve. Durante esse período tivemos várias atividades envolvendo o sindicato, docentes e também os alunos. Ontem, em assembleia, os professores e professoras aprovaram a proposta da Metodista:

a) regularizar o pagamento dos salários de abril/2019 de todos os empregados até o dia 06.06.2019;
b) pagar todos os salários de maio/2019, de todos os empregados, dentro do mês de junho/2019, e os salários de todos os empregados, alusivos ao mês de junho, serão pagos até o dia 10.07.2019;
c) cumprir o parcelamento do FGTS já acordado e regularizar outras diferenças pendentes;
d) regularizar a quitação dos débitos de empréstimos consignados dos empregados e do vale-alimentação em até 120 dias, sendo o primeiro pagamento no dia 20.06.2019, compreendendo a parcela do próprio mês e uma parcela atrasada, ou seja, duas parcelas mensais, a partir de 20.06.2019; e) não desconto dos dias parados, mediante a reposição das aulas;
f) retorno imediato dos docentes ao trabalho.

O Sindicato e os professores voltam ao TRT-SP dia 22 para firmar o acordo conciliatório, mas condicionado, segundo decisão da assembleia, a concordância da Metodista em (1) aceitar a estabilidade do corpo docente por 90 dias, para evitar retaliações, e (2) compromisso de respeitar a norma e a Convenção Coletiva de Trabalho.

A diretoria do Sinpro ABC e os próprios docentes avaliam que, até aqui, foi uma grande vitória do movimento com o apoio dos alunos e da comunidade.