SinproSP

Professores lutam pela base salarial sem perdas

Atualizada em 02/07/2004 16:45

A luta dos professores da educação básica pela preservação da base salarial tem sido árdua, mas, sem dúvida alguma, vitoriosa. Toda a pressão feita contra as escolas vem dando resultado: mais e mais instituições procuram o Sindicato com propostas de acordo que levam em conta a recomposição das perdas inflacionárias de 2003 e 2004. Com isso, cresce o número de professores que terão em fevereiro de 2005 seus salários recompostos para a próxima data-base. Um dado importantíssimo.

Mesmo diante de todas as dificuldades enfrentadas nos dois últimos anos nas campanhas salariais, os professores da educação infantil, ensino fundamental e médio tem hoje a certeza de que a decisão de terem recusado nas assembléias as propostas patronais que permitiriam significativas perdas na base salarial, dificilmente recuperáveis, foi acertada. Afinal a categoria luta pela dignidade de seu trabalho.

Os professores, que agora em julho estão em suas merecidas férias, podem ter a segurança de que o Sindicato continuará trabalhando para que esse movimento pela recomposição de seus salários atinja toda a categoria.