Campanha salarial

Professores do Sesi/Senai definem reivindicações para Campanha Salarial

Atualizada em 04/02/2016 16:52

Mais de 220 professores do Sesi e do Senai participaram da assembleia no Sinpro-SP para definir as principais reivindicações e a mobilização na campanha salarial 2016. A pauta agora será unificada junto aos demais 26 sindicatos do estado que integram a Fepesp.

Os professores aprovaram um índice de reajuste de 15%. Esse número é corresponde à reposição da inflação, que deve ficar em torno de 10%, mais aumento real.

Além do reajuste salarial, a assembleia decidiu pela universalização do vale refeição e do vale alimentação para todos os professores, independentemente do número de aulas que leciona na semana (veja aqui as regras atuais). Aliás, ficou definido que o benefício terá o mesmo reajuste dos salários, de 15%.

Outras reivindicações

Além das clausulas econômicas veja outras reivindicações aprovadas.

- Assistência médica: extensão aos maridos e companheiros homoafetivos.

- Creche: Direito estendido também aos professores homens, hoje esse benefício é restrito às professoras.

- Limite de alunos em sala de aula: educação infantil 15 alunos, no fundamental I 25, fundamental II e ensino médio 30 alunos por classe.

- Acompanhamento de filhos ou idosos: até 4 faltas abonadas por ano por filho ou idoso em consultas médicas e faltas abonadas durante internação de filhos menores de idade ou parente idosos.

- Abono de faltas por luto: 3 dias em caso de falecimento de irmãos, avôs e netos. O acordo atual já garante 9 dias corridos em caso de falecimento de filhos, cônjuges, pais ou dependentes e 1 dia para sogros.

- Sala dos professores: Uso exclusivo para os docentes, condições estruturais e técnicas (acesso à internet, mobiliário, computadores, impressora e etc) para descanso, guarda de material e trabalho.

- Diário de classe eletrônico: rede wifi em ou possibilidade de preenchimento offline enquanto a rede não estiver implantada.

- Delegado sindical: um por unidade.

- Assembleia: duas assembleias com falta abonada por ano.

Mobilização

Uma das questões discutidas refere-se à necessidade da participação efetiva de todos os professores. Foi debatida a produção de material para divulgação da campanha, panfletagem, visita às escolas e outras ações para mobilizar a categoria.

Calendário

A primeira rodada de negociação com os administradores do Sesi e do Senai está agendada para o dia 24 de fevereiro.