Campanha salarial

Semana termina sem avanços nas negociações e novo Boletim da Campanha

Atualizada em 24/03/2016 00:32

Na semana encurtada pelo feriado da Sexta-feira da Paixão houve rodadas com o Sieeesp, sindicato das escolas de educação básica e com o Sesi e Senai. Nos dois casos, sem avanços, como se verá mais adiante. Confira:

# Educação básica – o sindicato patronal repetiu a proposta mais recente, de reajuste apenas pela inflação, em duas parcelas: 7% em março e 3,57% em agosto e sem participação nos resultados. A rodada de negociação foi realizada no dia 22/03. A proposta já havia sido recusada pelos professores na assembleia do dia 19/03

# Ensino superior – não houve reunião na segunda-feira (21), em razão da assembleia patronal realizada nesse mesmo dia. Uma próxima rodada está prevista para o dia 28 e os sindicatos aguardam uma nova contraproposta. A primeira oferta (8% em duas parcelas) já tinha sido retirada pelo sindicato patronal, Semesp, na semana anterior.

# Sesi/Senai –depois da assembleia do dia 19/03, a Federação dos Professores do Estado de São Paulo enviou uma carta aos dirigentes do Sesi e do Senai, em nome de todos os sindicatos, exigindo presença dos representantes patronais em mais uma rodada, no dia 22/03.

A reunião acabou acontecendo, mas os profissionais enviados para representar o Sesi e o Senai mantiveram a proposta – já recusada pela assembleia dos professores – de pagar somente a inflação (10,57%), em duas parcelas, março e julho.

Em nova tentativa de pressionar os professores a aceitarem a proposta patronal, o Departamento de Recursos Humanos enviou um comunicado desqualificando a decisão soberana da assembleia. O assédio ao corpo docente tem sido feito por coordenadores e diretores das unidades. Veja aqui a resposta do Sinpro-SP e da Fepesp

Boletim da Campanha Salarial

Na mais recente edição, Fepesp e sindicatos questionam a alegada crise no ensino privado e usam notícias publicadas em jornais de grande circulação para desmontar os argumentos patronais. Leia e compartilhe!