Geral

Mercantilização do ensino superior

Atualizada em 25/05/2016 11:30

Segundo notícia do Jornal O Estado de S. Paulo (03/06), a Kroton Educacional divulgou a intenção de comprar a Estácio Participações, o segundo maior grupo educacional.

A operação confirma a estratégia agressiva da maior empresa educacional do mundo, um verdadeiro paradigma do que representa a mercantilização da educação, especialmente quando se trata das condições de trabalho docente (ou a falta delas).

Salas superlotadas, professores com baixos salários e condições precárias de trabalho são estratégias que fazem desse modelo um negócio altamente lucrativo e de discutível qualidade educacional

Para discutir o avanço dos grandes grupos educacionais, o Sinpro-RS preparou uma série especial sobre o assunto. A primeira reportagem trata do mundo dos grande grupos que atuam no mercado como sociedades anônimas. Confira o vídeo na íntegra abaixo: