Geral

A falta de bom senso da escola Capítulo 1

Atualizada em 21/10/2016 14:28

Numa atitude deselegante, a escola Capítulo 1 entregou, na a sede do SinproSP, 105 caixas de cestas básicas relativas ao não pagamento de vale alimentação, ou cestas básicas, para 7 professores da instituição que não recebiam o benefício garantido pela Convenção Coletiva.

O caso começou quando o SinproSP recebeu denúncias que a Capítulo 1 não fornecia cestas básicas ou cartão alimentação a todos professores. A instituição foi chamada para uma reunião no Sindicato e ficou comprovado que apenas os professores que trabalhavam em tempo integral recebiam as cestas.

Ficou acordado que a escola deveria ressarcir as cestas devidas aos professores, retroativas à data de contratação de cada um, visto que alguns trabalhavam na escola há mais de 4 anos e nunca receberam o benefício. A sugestão do SinproSP foi que a escola depositasse o valor devido no cartão alimentação dos docentes.

A Capítulo 1 então informou que pagaria o débito de uma única vez, disponibilizando todas as cestas básicas devidas na própria escola e deu o prazo de três dias para que os professores retirassem as caixas. Segundo a escola, após esse prazo as cestas que sobrassem seriam doadas a uma instituição de caridade.

Diante da falta de bom senso da Capítulo 1, o SinproSP pediu para que as cestas básicas fossem entregues na sede do Sindicato para os professores terem mais tempo para retirarem as caixas.