Geral

Em 24h, deputado dá parecer favorável à reforma da Previdência e ainda tripudia

Atualizada em 08/12/2016 22:27

“Eu sou o The Flash”. Com esse mau gosto, o deputado Alceu Moreira (PMDB/RS) levou menos de 24 horas para dar parecer favorável à reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara.

A pressa foi tanta, que no dia seguinte (8), Moreira teve que reapresentar o seu relatório. Isso porque na tarde de 4a feira (7), depois que a CCJ havia recebido o parecer, o governo alterou a redação da PEC. A previsão é que o parecer seja votado na próxima semana.

Moreira deveria ter sido sabatinado no momento da entrega para descobrir se ao menos ele leu o relatório que lhe deram para assinar. Um relatório que provavelmente já estava pronto antes mesmo de Marcelo Caetano apresentar os principais pontos da reforma.

Deputado gaúcho da bancada ruralista, Alceu Moreira é tido como afilhado político de Eliseu Padilha. Michel Temer fez uma doação de R$ 50 mil para a campanha do deputado em 2014, segundo o Tribunal Superior Eleitoral. Para fazer a consulta, basta acessar o o TSE e preencher os campos com os nomes de Alceu Moreira da Silva (candidato) e Michel Miguel Elias Temer Lulia (doador)

Uma curiosidade: Temer foi condenado pelo TRE/SP pela doação a Alceu Moreira e mais uma outra, também de R$ 50 mil, ao deputado Tarcísio Perondi (PMDB/RS). O montante - R$ 100 mil - supera o limite de 10% dos rendimentos, exigido pela lei eleitoral. Temer pagou a multa, mas a questão ainda pode torná-lo inelegível por oito anos.

′Vagabundização′

O relator parece ter sido escolhido a dedo. Em outubro de 2016, Alceu Moreira defendeu mudanças na concessão do auxílio-doença e da aposentadoria por invalidez alegando que "o tempo da vagabundização [sic] remunerada" iria acabar.Assista ao vídeo

Falta de vergonha

A PEC 287 altera oito artigos da Constituição Federal e produz mudanças que afetam profundamente a vida dos trabalhadores públicos e privados. Retira direitos, inviabiliza a aposentadoria e rouba dos segurados parte das contribuições que eles já fizeram ao INSS.

A falta de vergonha e de respeito de Alceu Moreira é um indicativo de que o governo Temer não medirá esforços para forçar a aprovação da PEC 287. Afinal, um governo que não foi eleito, só tem compromisso com as forças políticas que o colocou no poder. Para os eleitores sobra o gracejo grosseiro do “The Flash”.