SinproSP

SINPRO-SP pede ao MEC não-homologação de parecer do CNE

Atualizada em 22/12/2004 17:38

O SINPRO-SP enviou ofício ao Ministro da Educação, Tarso Genro, pedindo que não homologue parecer do Conselho Nacional de Educação que estabelece a carga horária mínima dos cursos de graduação em todas as áreas.

Na avaliação da diretoria da diretoria do Sindicato, o parecer leva em conta apenas alguns órgãos de representação profissional e atropela o anteprojeto de reforma universitária do próprio governo. “O documento é intempestivo e prejudicial a toda a comunidade de professores e alunos do ensino superior, especialmente da rede privada, já que poderá servir para a redução arbitrária na duração de diversos cursos de graduação com base em critérios exclusivamente quantitativos e financeiros”, aponta trecho do ofício enviado ao MEC.