SinproSP

Colégio PAM “coleciona” irregularidades contra professores

Atualizada em 22/12/2004 17:41

Se existisse hoje um campeonato para escolher a instituição de ensino que mais desrespeita seus professores, certamente, o Colégio PAM (Rua Luis Elias Attie, 296, Pq. S. Domingos) estaria entre os finalistas. A escola vem “colecionando” irregularidades trabalhistas, ignorando a legislação vigente.

Atrasa o pagamento dos salários, das férias e do 13º salário. Ainda não aplicou o reajuste determinado pela convenção coletiva. Promove a redução unilateral de carga horária, obrigando o pedido de demissão. Além disso, persegue os professores que se manifestam contra essa situação caótica.

O SINPRO-SP já solicitou, em caráter de urgência, uma fiscalização da Delegacia Regional do Trabalho e organiza um movimento de mobilização com os professores para volta do recesso, com a possibilidade inclusive de greve.