Coronavírus

Volta às aulas: Justiça nega liminar e entidades vão pedir reconsideração

Atualizada em 04/09/2020 21:12

A juiza Aline Aparecida de Miranda indeferiu pedido de liminar para impedir a reabertura das escolas a partir de 8 de setembro para atividades presenciais com alunos (exceto aulas regulares). A ação foi protocolada por quatro entidades - Fepesp, Apeoesp, CPP e Afuse - no dia 03 de setembro e a decisão - de indeferimento da liminar - foi divulgada no início da noite de sexta-feira, dia 04.

Os advogados das quatro entidades irão pedir reconsideração à Justiça do São Paulo e, com isso, tentar manter as escolas fechadas para trabalho presencial. 

A ação abrange cerca de 500 mil professores no estado de São Paulo, que trabalham em escolas públicas e privadas.

Com informações da Fepesp