ASSEMBLEIA

Professoras e professores do Sesi/Senai: atenção total aos protocolos sanitários

Atualizada em 17/02/2021 08:24

Professoras e professores do Sesi e do Senai voltaram a se reunir em assembleia virtual no começo da noite de 16 de fevereiro, para discutir a resposta patronal à “pauta pela vida”, um conjunto de oito reivindicações que exigem soluções imediatas para o retorno às aulas presenciais no Sesi. A decisão de definir essa pauta, encaminhá-la à direção do Sesi e Senai e marcar um novo encontro no dia 16 foi tirada na assembleia anterior, do dia 10/02.

A assembleia considerou insatisfatórias as respostas dadas pelo Sesi. Para os professores, ainda que os protocolos sanitários existam, a instituição não oferece garantias concretas de que será possível implementar de maneira eficaz as medidas de controle, como a obrigatoriedade do distanciamento social, principalmente entre os alunos e alunas.

As professoras e professores decidiram, então, manter-se ‘estado de alerta’, fiscalizando com rigor o cumprimento de todas as providência e protocolos que o Sesi afirmou já estar adotando. Todas as irregularidades devem ser denunciadas no email sesi@sinprosp.org.br, criado para esse fim. O SinproSP dará encaminhamento às denúncias junto ao Sesi , exigindo a sua solução.

Encontros regulares

Como os debates que ocorreram nas últimas duas assembleias foram muito proveitosos, as professoras e professores decidiram por reuniões frequentes para discutir e debater as condições de trabalho nas unidades do Sesi. Os encontros também serão um espaço para a categoria acompanhar as negociações para renovação do Acordo Coletivo de Trabalho, que devem inicia-se na próxima semana.

Celso Napolitano, diretor do SinproSP e presidente da Fepesp, reafirmou o compromisso do Sindicato com a categoria e se comprometeu a convocar reuniões ou assembleias com a frequência sugerida (quinzenal), ou até, em menor intervalo de tempo, se necessário.

Dia Estadual de Mobilização

Napolitano falou da proposta de que está sendo discutida ente os vinte e cinco sindicatos que integram a Fepesp de organizar o Dia Estadual de Mobilização contra o retorno das aulas presenciais sem condições sanitárias ideiais. A ideia é criar um dia de manifestações e paralisação das aulas remotas e presenciais em todo o estado, em defesa de três grandes eixos:

1. Inclusão das educadoras e dos educadores nos grupos prioritários;

2. "Vacina Já!" - vacinação universal 

3. Em defesa do auxílio emergencial

As professoras e os professores do Sesi e Senai serão chamados a deliberar sobre a participação em nova assembleia, que será marcada em breve.