Coronavírus

Carta para comunicação à escola sobre disponibilidade para trabalho remoto

Atualizada em 12/04/2021 20:52

O Jurídico do SinproSP elaborou um modelo de carta para os professores possam reafirmar à escola a disponibilidade para o trabalho remoto, em virtude da greve nas atividades presenciais, deliberada pela assembleia do dia 06 de março. A ideia da carta surgiu como proposta na assembleia realizada no último sábado, dia 10 de abril.

O documento lembra que, além do direito constitucional de greve, os professores estão amparados pela sentença da Juíza Simone Gomes Rodrigues Casoretti, da Egrégia 9ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo, que julgou procedente o pedido para que os professores não fossem convocados a trabalho presencial durante as fases vermelha e laranja do Plano São Paulo (Ação Civil Pública 1065795-73.2020.8.26.0053).

Vale lembrar que o sindicato patronal e as escolas foram notificadas da greve pelo SinproSP, com antecedência de 48 horas, como determina a Lei de Greve.  Uma novca notificação também foi enviada ao Sieeesp e às escolas na última segunda-feira, dia 12. A carta dos professores é, portanto, um elemento a mais para confirrmar a decisão da categoria.

Para facilitar, basta acessar aqui e preencher o seu nome e o nome da escola e a carta já está pronta!