Educação básica

Assembleia à vista: Sieeesp volta à mesa de negociações

Atualizada em 12/11/2021 09:12

Dois meses depois de julgado o dissídio, existe a possibilidade concreta de um acordo coletivo com o Sieeesp, sindicato das escolas de educação básica, que assegure direitos, reajustes, participação nos lucros ou resultados (PLR) e evite novos recursos na Justiça.

As negociações estão sendo encaminhadas pela Federação dos Professores do Estado de São Paulo, com autorização de todos os vinte e cinco sindicatos que integram a entidade.

A proposta final será deliberada por assembleia remota das professoras e dos professores de educação básica. Existe a possibilidade de um dia unificado em todo o estado e por isso, a data ainda não foi definida. Como sempre faz, o SinproSP dará ampla divulgação no whatsapp, e-mails, site e redes sociais.

Não é sorte

O retorno do Sieeesp à mesa de negociação não é obra do acaso. Foi consequência da ação imediata do SinproSP, que saiu à frente para exigir o reconhecimento do dissídio, cobrar o reajuste de 6,29% e garantir a negociação da PLR nos locais de trabalho.

Uma semana após a publicação da sentença, o SinproSP já havia notificado todas as escolas da obrigação de negociar a PLR com o corpo docente. E passou a atuar por local de trabalho, orientando sobre a importância de os professores elegerem os seus representantes para as comissões em cada escola.

Essa estratégia rapidamente ganhou capilaridade. Em duas semanas, professores de quase 900 escolas começaram a escolher os seus representantes. Durante esse tempo, o Sindicato ouviu a categoria, trocou informações, ajustou procedimentos e reuniu, em oito encontros entre outubro e novembro, mais de 500 professores eleitos para negociar a PLR em nome de seus colegas.

O que era desafio para cada corpo docente ganhou uma dimensão política para toda a categoria: as comissões, formadas em escolas de tamanhos e linhas muito diferentes, foram decisivas para que o Sieeesp, pressionado, voltasse à mesa de negociações. Foi um exemplo que ficará para sempre registrada na história da categoria das professoras e dos professores.

Aqui tem sempre informação. Leia o que o SinproSP publicou:

5/11/2021 - SinproSP faz novos encontros com professores eleitos para negociar a PLR

4/11/2021 - SinproSP vai cobrar escolas que não pagaram diferenças salariais retroativas

29/10/2021 - Negociação da PLR nas escolas: SinproSP faz nova reunião no dia 03

25/10/2021 - PLR: SinproSP chama representantes dos professores para reunião

21/10/2021 - Com apoio do Sindicato, comissões começam a ser formadas para negociar a PLR

07/10/2021 - SinproSP dá a largada para negociação da PLR nas escolas

06/10/2021 - Dissídio na educação básica: consulte a sentença na íntegra

01/10/2021 - Respostas a sete importantes perguntas sobre o dissídio na educação básica

01/10/2021 - Dissídio 2021: confira os pisos salariais a partir de março de 2021

28/09/2021 - Educação Básica: publicado acordão, cláusulas sociais garantidas por quatro anos

24/09/2021 -Dissídio: planilha do SinproSP calcula o reajuste e as diferenças salariais devidas 

22/09/2021 - Dissídio na educação básica está julgado. Reajuste dos professores é de 6,29%

13/09/2021 - Em julgamento remoto, dissídio dos professores pode ser definido na 4a feira, 22

30/08/2021 - Julgamento do dissídio coletivo marcado para 22 de setembro

26/08/2021 - Educação básica: dissídio já está pronto para entrar na pauta de julgamento

25/08/2021 - Dissídio coletivo: relator já enviou processo para revisora

13/08/2021 - Sinpro envia carta às escolas por antecipação imediata aos professores

13/08/2021 - O dissídio coletivo explicado em 10 perguntas e respostas

06/08/2021 (atualizado dia 10) - Alta da inflação exige antecipação salarial imediata de 6,29%

21/07/2021 - Dissídio na educação básica: Ministério Público dá parecer e relator é escolhido

19/07/2021 - Representantes das escolas recusam proposta do Tribunal e dissídio vai continuar

15/07.2021 - Sindicato das escolas recusa proposta do Tribunal e tentativa de acordo fracassa

13/07/2021 - Dissídio Coletivo da Ed. Básica: audiência de conciliação é marcada

02/07/2021 - Dissídio Coletivo: sindicatos apresentam tréplica à Justiça

29/06/2021 - Tribunal dá prazo de cinco dias para manifestação dos sindicatos

14/06/2021 - Mais uma vez, assembleia da educação básica discute dissídio e aulas presenciais

24/05/2021 - Tribunal dá quinze dias para manifestação de entidades patronais

19/05/2021 - Educação básica: ação de Dissídio Coletivo já está no Tribunal do Trabalho